A dupla vistoria e a falta de tempo

Recentemente, periciei dois imóveis localizados em uma região de classe média em Curitiba (PR). Como ambos estavam localizados no mesmo bairro, num raio que não chegava a 4 quilômetros de distância um do outro, decidi marcar a vistoria do primeiro para o segundo imóvel com um tempo de 45 minutos de diferença. Ou seja, um foi vistoriado às 15h e outro deveria ser às 15h45min.

Sempre pontual, 10 minutos antes já estava na frente do imóvel, com os documentos que considero básicos: nomeação do juiz, Identidade (RG) e identidade profissional (CRECI-PR). No horário marcado, mostrei os documentos para um dos proprietários e iniciei meu trabalho de anotações e relatório fotográfico, vistoriando o imóvel. No terreno, havia duas residências que precisavam ser periciadas. A primeira eu fiz em pouco menos de 20 minutos, considerando-se o fato de ser uma casa pequena. Na sequência, pedi à proprietária que me guiasse até a segunda residência, que fica nos fundos do terreno.

Foi nesse momento, de vistoriar a casa que ficava aos fundos, que um problema apareceu: a casa estava locada e a inquilina não estava presente. A proprietária começou a ficar encabulada e nervosa, ligando algumas vezes para a moradora sem obter sucesso. Percebi uma visível angústia por parte da proprietária. Naquela situação, permaneci calado e procurei ficar calmo; tomando o cuidado para não sinalizar, por meio de linguagem corporal, qualquer ansiedade. Evitei ações como: olhar o relógio, suspirar alto, ou andar de um lado para o outro, pois pensei comigo: “a proprietária já está nervosa sem eu demonstrar qualquer ansiedade, logo, se eu então transmitir, a situação pode de fato piorar”, mas a real questão é que eu estava começando a ficar impaciente também.

Cerca de 10 minutos depois, a proprietária conseguiu conversar com a inquilina por telefone e explicou que seu filho mais velho deveria estar no local, e achava estranho que não estivesse. Cerca de cinco minutos depois desse diálogo, pouco antes de 15h35min, o responsável (filho) chegou ao imóvel.

Neste meio tempo (15h35min), já sabia que me atrasaria para a segunda perícia, mas estava focado em manter a qualidade e a calma para fazer o trabalho como sempre faço. Tenho comigo que serviço feito com pressa geralmente resulta em trabalho malfeito, por isso, mantive a tranquilidade, esperançoso pela chegada do portador da chave do imóvel.

Mas, para acrescentar uma pequena emoção ao relato, nessa segunda residência, havia um cachorro muito bravo, que o morador segurava por uma corrente fina. Respirei fundo, e adentrei o imóvel, mesmo pressionado pelo tempo da segunda vistoria que se aproximava e por um cachorro que latia incessantemente. Entrei e fiz meu trabalho da melhor forma possível, mantendo meu padrão de qualidade.

Sai da vistoria do primeiro imóvel às 15h50min, de tal forma que a perícia marcada para às 15h 45min efetivamente ocorreu às 16h no segundo imóvel.

Considerando-se que somente uma das partes estava presente na data da vistoria (perícia) e que a responsável pelo atraso foi a própria parte que requisitou o laudo junto ao juiz no processo, isso não gerou qualquer problema.

Entretanto, depois refleti e entendi que o perito precisa trabalhar com uma margem maior de segurança e calcular os riscos. Assim, a “moral desta história” é que aprendi que – mesmo não havendo qualquer prejuízo para mim – se ocorrer uma perícia semelhante no futuro, vou marcar as vistorias com um tempo maior entre os imóveis. Também vou reforçar na petição de agendamento da vistoria/perícia a importância de que imóvel a ser periciado esteja sem qualquer impedimento para o ingresso, visando à efetiva pontualidade.

Filipe Pêgo Camargos

Perito Avaliador Imobiliário

2 comentários em “A dupla vistoria e a falta de tempo

  1. Boa tarde Silmara, obrigado pela orientação. Concordo com você na área da qual exerce, me aconteceu algo parecido. Mudei meus agendamentos com relação a visitas.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s