Levítico – avaliação de imóveis na história antiga

Numa conversa informal com meus amigos, Marli e Rogério, que também são corretores de imóveis, surgiu a curiosidade sobre o trabalho das avaliações de imóveis na História Antiga. Marli começou a busca e encontrou no livro da Bíblia, Levítico, uma passagem sobre avaliação.

Naquela época, já havia a questão de se avaliarem as terras e possíveis imóveis. Dentro da realidade da época, havia também uma forma de se fazer a avaliação do imóvel para que se chegasse ao valor justo do bem.

É uma curiosidade que hoje trago para dividir com você. Boa leitura!

Levítico, capítulo 27, versículos 14 a 25:

14 – Quando alguém dedicar a sua casa a Deus, o SENHOR, o sacerdote fará a avaliação da casa de acordo com a sua condição e dará o preço.

15 – Se o dono quiser tornar a comprar a casa, pagará o preço, mais um quinto.

16 – Se alguém oferecer para o serviço de Deus, o SENHOR, uma parte dos terrenos que recebeu do pai, o sacerdote fará a avaliação do terreno de acordo com a quantidade de sementes necessárias para semeá-lo, na base de cinquenta barras de prata por cem quilos de cevada.

17 – Se ele dedicar o terreno a Deus no Ano da Libertação, o terreno valerá o preço máximo.

18 – Mas, se for depois do Ano da Libertação, o sacerdote calculará o seu valor, tendo como base os anos que ainda faltarem para o seguinte Ano da Libertação, e assim o preço será mais baixo.

19 – Se o dono do terreno quiser tornar a comprá-lo, ele pagará o preço calculado, mais um quinto.

20 – Mas, se não quiser tornar a comprá-lo ou se outra pessoa o comprar, ele perderá o direito de tornar a comprá-lo.

21 – No Ano da Libertação, quando o terreno ficar livre, ele será oferecido para o serviço de Deus, o SENHOR; é um terreno sagrado que pertence aos sacerdotes.

22 – Se alguém oferecer para o serviço de Deus, o SENHOR, um terreno que comprou,

23 – o sacerdote calculará o valor do terreno, tendo como base os anos que ainda faltarem para o Ano da Libertação. Nesse mesmo dia o homem pagará o preço total e oferecerá o dinheiro para o serviço do SENHOR.

24 – No seguinte Ano da Libertação, o terreno voltará a pertencer ao seu dono, isto é, ao homem que o recebeu como herança.

25 – Todos os preços serão calculados de acordo com a tabela oficial; a barra padrão, o siclo[1], vale vinte geras.

Fonte: https://minhabibliaonline.com.br/biblia/ntlh/levitico/27

E aí, gostou desta história? Interessante, não é mesmo? O meu grande amigo Filipe também já abordou aqui no blog a perspectiva histórica bíblica acerca das avaliações de imóveis. Confira aqui.

Comente! E se gostou, compartilhe!

Silmara Gottardi


[1] Siclo, em português, refere-se a uma das mais antigas unidades de peso, utilizada posteriormente como nome da moeda corrente do povo israelita. A primeira utilização é da Mesopotâmia, cerca de 3000 a.C.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s