Vistoria um tanto ou quanto assustadora

Em meio a um trabalho e outro, fui novamente designada para fazer uma vistoria, desta vez, em parceria com uma colega de trabalho. O cliente pediu para avaliar um barracão. Fiz o orçamento e foi aprovado. Então, agendamos a vistoria.

Tudo foi acertado, endereço em mãos, equipamentos para o trabalho e lá fomos nós duas conhecer o imóvel. Chegamos, e em seguida o cliente chegou acompanhado. Ao entrarmos, ficamos surpresas: o barracão estava totalmente abandonado. Sabíamos que o local estava desativado há algum tempo, mas não imaginávamos que estivesse naquela situação deplorável.

Ouvimos a história sobre a propriedade, recebemos a documentação que faltava e sem demora começamos o trabalho; havia muito a ser feito. Principiamos pela parte externa. Estava um dia bonito de sol, porém quente. A rua era bastante movimentada, com carros e pedestres passando a todo momento. Por isso, tivemos que redobrar os cuidados para fazer as fotos.

Entramos no barracão e, mesmo num dia de sol forte, lá dentro a escuridão era total. Para fotografar, tivemos que usar uma lanterna e mesmo assim foi difícil conseguirmos enxergar. Havia muitas coisas pelo caminho e jogadas no chão: tábuas, armários velhos, cadeiras, entulho, enfim, muita sujeira e abandono. Pelo visto, fazia muitos anos que estava daquele jeito. A cada passo, procurávamos tomar todo cuidado, afinal só havia uma lanterna e precisávamos usá-la para fazer as fotos e caminhar.

Foi então que algo assustador aconteceu! Subimos uma escada de madeira em estado precário, que por si já ‘metia medo’. Porém, ao chegar na parte superior, ouvimos ruídos assustadores. Não sei quem estava mais tenso, se nós ou os protagonistas dos ruídos, que logo descobrimos serem os pombos. Eles voavam de um lado para o outro tentando fugir e nós tentando manter a calma e a compostura para continuar nossa vistoria. Fizemos tudo rapidamente e saímos dali.

Foi um trabalho cheio de emoções, mas mantive o olhar firme, a concentração absoluta para que tudo saísse como deveria e o cliente ficasse satisfeito. Por mais que haja um roteiro para a vistoria de um imóvel, cada uma tem a sua peculiaridade e o Perito precisa estar preparado para enfrentar situações inusitadas, que nem sempre são agradáveis, porém que fazem parte da nossa profissão.

Silmara Gottardi

2 comentários em “Vistoria um tanto ou quanto assustadora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s